• Medical Kids

Introdução alimentar


A introdução alimentar é um momento cheio de dúvidas e expectativa para as famílias, em especial às mamães, por isso vamos tentar esclarecer alguns dos questionamentos que surgem – como oferecer os alimentos aos bebês, o que deve ser colocado no cardápio deles (e o que não deve), como preparar as papinhas e fazer boas escolhas para que o pequeno receba todos os nutrientes necessários.

Embora essa não seja uma tarefa muito fácil, seu esforço para que ela dê certo é importantíssimo porque é nesse período que a criança tem os maiores índices de desenvolvimento intelectual e em que ela cria hábitos para uma vida inteira.


Observações importantes


– Pais e mães são exemplos: se vocês não têm hábitos alimentares saudáveis, chegou o momento de mudar a alimentação de toda a família. É para o bem de todos!


– Os alimentos de mais fácil aceitação pelo bebê: são os de sabor adocicado, por isso inicie com as frutas. Algumas vezes a apresentação do alimento tem que ser feita várias vezes até que ele se habitue. Se houver recusa, ofereça novamente num outro momento – não é incomum a recusa inicial de um alimento que depois será dos prediletos.


– É importante que o pequeno consiga identificar cada alimento: percebendo a textura, cor e sabor de tudo o que come, terá uma dieta rica e ampliará sua aceitação dos alimentos no futuro. Quanto mais sabores perceber neste momento, maior será sua memória gustativa, sua curiosidade com a alimentação e menor será a chance de ser uma criança seletiva no futuro. O que faz as pessoas gostarem dos alimentos, tem mais a ver com a textura do que com o sabor, e muitas vezes adequar a textura resolve a questão da aceitação. A experimentação e interação com o alimento – pegar, cheirar, apalpar, esfregar na pele, brincar, etc., são fatores decisivos para a criança gostar de se alimentar !


– Tenha calma: Controle as expectativas ! Cada criança é única e o processo de Introdução Alimentar passa por diferenças importantes – o bebê que está em Aleitamento materno exclusivo, aquele que já recebe fórmula, os que tem alguma patologia digestiva, e cada um, pelo seu desenvolvimento, precisará de uma quantidade de alimentos diferentes – estas questões serão abordadas e adequadas para cada situação durante a introdução.


– Fique de olho nos temperos: use e abuse de especiarias e temperos, como salsinha, cebolinha, coentro, alecrim, tomilho, sálvia, cominho, hortelã, manjericão, canela, cravo, cúrcuma, etc., para dar sabor às papinhas. Cebola e alho são fontes importantíssimas de Vitamina E, devem ser utilizados sempre. Além de conter propriedades nutritivas, estes temperos vão criar um paladar mais apurado (e essa ação pode evitar, ainda, que ele desenvolva algum tipo de preconceito alimentar). O sal - o ideal é que ele entre na alimentação do pequeno após 1 ano de vida , sempre com moderação. Prefira usar o sal marinho ou do Himalaia nas preparações, pois eles são mais saudáveis e contêm mais mineiras naturais do que o sal comum.


– Atenção à variedade: é importante que as papinhas tenham alimentos de grupos diferentes para garantir uma ingestão de nutrientes essenciais na alimentação do seu bebê. São eles: carboidratos ou tubérculos, verduras, legumes, leguminosas (grãos), ovos e carnes. È a combinação destes grupos de alimentos que torna a refeição equilibrada e completa e ajuda a garantir que todos os tipos de vitaminas, sais minerais e proteínas garantam a saúde do bebê.


– Ofereça de tudo para o bebê, até o que você não gosta: o pequeno deve experimentar todos os alimentos que puder, e então decidir o que agrada ou não seu paladar. Não poupe as aventuras gastronômicas, pois é nesse momento em que o filhote cria bons hábitos alimentares; por isso, invista em tudo – sem preconceitos!


- Água: sempre e muito: Até o momento do inicio das papinhas, não é necessário oferecer água, à partir do início das refeições principais, ofereça livre demanda, em copo de transição, nos intervalos das refeições.



Dra. Ana Cristina Torque Duarte

CRM/SC: 21590

27 visualizações

R. Nossa Sra. da Conceição, N. 223 - Lagoa da Conceição , SC/Florianópolis - CEP: 88062-015

Responsável Técnico Dra. Denise Aparecida Nogueira de Lima CRM/SC 15.519

© 2019 - Todos os direitos reservados a Medical Kids